O acesso aos calçadões e às areias das praias começa a ser liberado nesta quinta-feira (21) em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. A cidade também dá início à reabertura parcial do comércio depois de 62 dias de medidas de isolamento social para conter a disseminação do novo coronavírus. O uso de máscaras pela população permanece obrigatório.

O SINPOSPETRO Niterói e Região também retorna com os serviços odontológicos e jurídicos, a partir de amanhã, dia 22 de maio. Ambos os atendimentos acontecerão com hora marcada pelo telefone: 21 96426-3572 no WhatsApp.

O afrouxamento das restrições em Niterói acontece depois de o prefeito Rodrigo Neves anunciar que a taxa de isolamento social na cidade chegou a 90% do desejável, permitindo reduzir o contágio da Covid-19.

A circulação na orla da cidade, tanto no calçadão quanto na faixa de areia, também volta a ser liberada, mas em horários controlados: das 6h às 9h e das 16h às 20h, mas com rodízio por faixa etária.

Idosos com mais de 60 anos só poderão estar nesses locais entre 9h e 10h. Demais faixas etárias podem circular das 6h às 9h e das 16h às 22h.

O comércio começa a ser reaberto na cidade, mas restrito a algumas atividades. Podem funcionar as lojas de material de construção, oficina mecânica, óticas e serviços médicos e odontológicos.

A princípio, salões de beleza estavam incluídos na lista de reabertura. No entanto, a prefeitura recuou, determinando que os funcionários desses estabelecimentos passem por um treinamento neste fim de semana para que voltem a trabalhar na segunda-feira (25).

“Niterói preparou [a transição] porque conseguiu fazer com as medidas um processo de achatamento da curva, estabilização da demanda de [pacientes] sintomáticos respiratórios nas unidades de urgência e estabeleceu uma metodologia, um sistema de cores, que vai permitir, a partir dos indicadores e dos índices, uma regra do jogo”, disse o secretário de Saúde de Niterói, Rodrigo Oliveira.

O sistema de cores foi criado pelo governo municipal para identificar a gravidade da contaminação pelo vírus na cidade (veja abaixo como será feito).

 

‘Novo normal’

 

O secretário de Saúde do município, Rodrigo Oliveira, enfatizou que a quarentena não terminou no município e que o combate ao coronavírus é permanente. Ele ressaltou que a transição para o afrouxamento das regras de distanciamento social deve ser tratada como “o novo normal”.

 

 

“O isolamento social permanece. Quando a gente fala de ‘novo normal’, a gente está dizendo que a gente vai precisar, enquanto não tiver vacina ainda, a gente vai precisar manter um nível de distanciamento social”, enfatizou o secretário.

Niterói iniciou as medidas de isolamento social no dia 19 de março, quando bloqueou os acessos às praias e iniciou o fechamento do comércio. As normas de restrição à circulação de pessoas foram ficando cada vez mais restritivas Já no dia 11 de maio, juntamente com a vizinha São Gonçalo, a cidade determinou o bloqueio completo da cidade – apenas moradores e trabalhadores de serviços essenciais podiam entrar e sair do município.

 

 

Voltam a funcionar:

 

Oficinas mecânicas

Lojas de construção

Atividades ligadas à construção civil

Lojas de bicicletas

Lojas de colchões

Serviços médicos, fisioterápicos e odontológicos

Óticas

Concessionárias de automóveis

Repartições públicas

Uso de máscara obrigatório

Tanto nos locais de atividades comerciais quanto nas áreas públicas, o uso da máscara continuará obrigatório – há uma multa de R$ 180 para quem for flagrado descumprindo essa determinação.

 

As medidas de afrouxamento da quarentena estarão sujeitas a reavaliações. Caso a situação da epidemia de coronavírus na cidade piores, novas restrições severas poderão ser implementadas.

 

Sistema de cores

 

A Prefeitura de Niterói estabeleceu um sistema de classificação por cores para determinar o nível de gravidade de contaminação do novo coronavírus na cidade:

Preto – descontrole total da epidemia;

Vermelho – situação muito grave;

Laranja – atenção máxima;

Amarelo – situação de alerta;

Verde – retorno à normalidade.

Atualmente, a cidade está no estado laranja e a expectativa é que entre no amarelo a partir de junho. Caso essa situação se confirme, shoppings, centros comerciais, bares e restaurantes poderão voltar a funcionar.

 

 

MPRJ questiona critérios

 

Diante do anúncio de afrouxamento das medidas restritivas em Niterói, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou um inquérito civil para apurar as condições do sistema de saúde e os resultados do isolamento social instituídos em Niterói que possam a fundamentar decisão da prefeitura de agravamento, manutenção ou afrouxamento das restrições atuais.

Segundo o MPRJ, a taxa de ocupação dos leitos públicos na cidade alcançava o percentual de 80% e dos leitos de UTI na rede privada ultrapassava 90%.

Ainda de acordo com a promotoria, a população de Niterói estaria retrocedendo na adesão às medidas de isolamento social ampliado, chegando a apenas 53% de adesão, resultando em aglomerações em diversas locais, enquanto a meta era alcançar 70% de adesão.

Os números do isolamento apresentados pelos promotores contradizem os percentuais divulgados pelo município.

 

 

Fonte: Com informações do G1

Compartilhe Este Post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Compartilhe Este Post

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Últimos Posts

Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo, de Óleo, Lava Rápido e Loja de Conveniência de Niterói e Região

Sede Niterói

Endereço: Avenida Ernani do Amaral Peixoto , Nº 458, Sala 1002 – Centro – Niterói | RJ

Contatos: (21) 2719-9906 | (21) 96426-3572

Sub-Sede Petropólis

Endereço: Rua Teresa, Nº 608, Sala 161 – Alto da Serra – Petrópolis | RJ

Contatos: (24) 2231-4899 | (24) 99911-2307

Outros Links

Sede Niterói

Endereço: Avenida Ernani do Amaral Peixoto , Nº 458, Sala 1002 – Centro – Niterói | RJ

Contatos: (21) 2719-9906 | (21) 96426-3572

Sub-Sede Petropólis

Endereço: Rua Teresa, Nº 608, Sala 161 – Alto da Serra – Petrópolis | RJ

Contatos: (24) 2231-4899 | (24) 99911-2307